Pesquisar este blog

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Transformers: Dark of the Moon


Os Transformers estão prontos para salvar a Terra!



O sucesso do título fez com que a Activision escolhesse o estúdio para criar a adaptação do terceiro filme para o PlayStation 3 e Xbox 360 para ser lançada apenas um ano depois de War for Cybertron.

Img_normal

A trama de Transformers: Dark of the Moon se passa entre os acontecimentos do segundo e terceiro filmes. Desse modo, o título não oferece spoilers a ninguém e ainda proporciona aos fãs a oportunidade dos fãs de preencherem algumas lacunas em relação ao enredo da trama dirigida nas telonas por Michael Bay.

 No game, é possível acompanhar diversos Transformers em missões que utilizam as especificidades de cada um na batalha entre Autobots e Decepticons. Além disso, há também a introdução de uma nova forma dos robôs, híbrida entre os modos de veículo e de combate, chamada Stealth Force. Com ela, é possível atravessar grandes distâncias com agilidade e atacar os adversários com eficácia simultaneamente.

O efeito Hollywood

Não são poucos os espectadores que assistem filmes de ação como os da série Transformers e convertem a sua experiência como jogadores de video game ao imaginar como seria ver os personagens representados no cinema estrelando bons jogos do gênero.

Com Dark of the Moon, essa vontade será saciada, pois o game oferece personagens modelados da mesma forma que nos filmes, inclusive com os mesmos detalhes e animações de transformação. Assim, aqueles que sempre quiseram dirigir pelas ruas de Detroit com um Bumblebee como o representado no cinema terão aqui a sua chance.

Img_normal
Ao mesmo tempo, as paisagens agora são terrestres, algo que traz muito mais familiaridade em contraste com as batalhas de War for Cybertron, ambientadas no planeta natal dos Transformers.
Contudo, em comparação com o título anterior, este game da série Transformers apresenta menos modos de jogo do que o anterior. Ou seja, saíram a campanha cooperativa e modos multiplayer interessante como o Escalation. Um reflexo do pouco tempo de produção oferecido à equipe.

Img_normal

Outra característica que o fator “adaptação” trouxe à Dark of the Moon diz respeito a sua dificuldade. Como o público esperado pela produtora é maior por se tratar de um game baseado em filme, o título irá apresentar um game relativamente mais fácil do que o produzido anteriormente para não afastar o público.


De acordo com a High Moon Studios, contudo, isso não significa uma piora, já que o jogo deverá apresentar uma ampla variedade de desafios aos jogadores e muitas possibilidades de exploração.

Ninguém é igual a ninguém

Como citado anteriormente, os Transformers têm características singulares. Desse modo, o jogo separa as missões com as especializações de cada um. Assim, as fases em que Bumblebee é um personagem jogável precisam que o jogador que o controle tenha destreza para desviar de todos os obstáculos enquanto acerta todos os adversários sem dó.

Por outro lado, quando o especialista em armamento pesado Ironhide é selecionado, o desafio muda e é preciso então sobreviver aos mais variados ataques enquanto se procura organizar a maior destruição possível com o arsenal disponível.

Img_normalHá também cenários em que a habilidade de utilizar ataques sonoros com Soundwave será requisitada, assim como missões aéreas em que se controla Starscream para abater outros inimigos voadores pelos céus.

As fases que aparentam ser as mais interessantes, entretanto, são as protagonizadas por Mirage, uma espécie de Autobot Ninja que consegue adentrar áreas controladas pelos inimigos sem ser visto pelos adversários para, assim, poder abatê-los silenciosamente.

Por enquanto, contudo, não há detalhes sobre como será os modos para mais de um jogador em Dark of the Moon, assim como seriam as possíveis interações entre os robôs. Ainda assim, pelo resultado apresentado pela High Moon Studios, parece que a produtora tem conseguido utilizar bem o escasso tempo disponível para produzir a sua adaptação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página