Pesquisar este blog

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

domingo, 22 de maio de 2011

Os 10 Melhores jogos para Playstation 3



1. God of War 3

  

O verdadeiro deus da guerra busca sua vingança com a execução de Zeus enquanto continua sua escalada rumo ao Monte Olimpo. É curioso constatar que Kratos busca nada menos que o assassinato de figuras "imortais" dentro da mitologia grega.


   



Violência? Kratos, neste game, é muito mais que violência. Banhos de sangue são abundantes neste jogo, ainda mais quando a energia do protagonista está baixa. Nessa hora, o jogador pode executar um espetacular (mas nojento) movimento de finalização. Por mais que a inteligência artificial seja extremamente desafiadora, nada vai deter o personagem.

Com o elevado poder de processamento do PlayStation 3, os desenvolvedores podem aplicar uma série de pequenos detalhes bastante atraentes. Por exemplo: após combates realmente sangrentos, Kratos fica vermelho devido às manchas do fluido e é capaz até de deixar pegadas de sangue no caminho. É claro que o efeito não é tão realista, pois, se fosse assim, Kratos iria ficar totalmente coberto de sangue a todo o momento.

Dentre as novas habilidades, consta Eyes of a God, um poder que leva Kratos a enxergar caminhos que mortais comuns não conseguem ver. Além disso, o protagonista terá a chance de utilizar as asas de Ícaro para voar em um determinado trecho do game, o que lembra muito a parte de God of War 2 na qual há a interação com Pégaso.

2. Mortal Kombat

 

Mortal Kombat é o nome do game que promete revitalizar a série homônima. Disponível para PlayStation 3 e Xbox 360, o jogo está sob responsabilidade da NetherRealm Studios, cujo líder é o criador da franquia: Ed Boon. Nesta edição, os jogadores desfrutam de um game tridimensional que mantém a jogabilidade clássica, seguindo o exemplo do fenomenal Street Fighter IV

.   

É claro que não poderíamos falar de Mortal Kombat sem mencionar as populares finalizações conhecidas como Fatalities. Desta vez, Ed Boon promete trazer sequências completamente brutais, assim como movimentos característicos de alguns personagens que já deram as caras no torneio.

Dentre os lutadores já confirmados, teremos o Kung Lao, Johnny Cage, Sektor, Reptile, Mileena, Shao Kahn, Raiden, Sub-Zero e NightWolf. O game oferece modos online para até quatro jogadores, em times, e também uma modalidade cooperativa para até dois participantes.


 

3. Pro Evolution Soccer 2011

 

A edição 2011 de uma das mais populares franquias de jogos de futebol chega ao PlayStation 3, Xbox 360, Wii, PC, PlayStation 2 e PSP recheada de novidades. Em primeiro plano está a jogabilidade reformulada, pensada na completa liberdade de movimentação e de controle da bola no campo.

Agora é necessário dosar com precisão cada lançamento, passe, cobrança de lateral e chute, com o apoio da nova barra de controle que o auxiliará na colocação exata da bola. A inteligência artificial não oferecerá mais tanta assistência, mas em contrapartida é possível até mesmo entrar nas disputas de bola utilizando jogo de corpo e outras táticas.

       

As melhorias na inteligência artificial se aplicam aos árbitros e aos goleiros, quebrando estigmas antigos que atingiam a franquia. Os jogadores encontrarão em Pro Evolution Soccer 2011 muitas melhorias gráficas, que vão desde a animação de corrida e de chute dos jogadores até as torcidas e outros elementos encontrados pelos estádios do mundo todo.

Por fim, ainda existem recursos para comandos estratégicos mais acessíveis, modalidades para disputa da Master League online e muitas outras novidades.

4. L.A. Noire

L.A. Noire

L.A. Noire é um jogo de investigação que se passa em Los Angeles nos anos 40 que se utiliza da estética dos filmes Noir para ambientar o jogador em um dos períodos mais instigantes do século XX. Instigante pois justamente nessa época o mundo estava em conflito enquanto oportunistas se esgueiravam nas vielas surrupiando madames e corrompendo menores para o mundo da máfia.





Ainda quanto ao estilo Noir, além de conter um esquema de cores preto-e-branco, esse estilo de filme faz uso excessivo de temas jazz para musicar as cenas, personagens em sobretudos pretos, mulheres de chapéus elegantes soprando baforadas de cigarros em uma cidade cheia de crimes, becos e botecos abarrotados de pessoas misteriosas.


O jogo é exclusivo para Xbox 360 e PlayStation 3 e é publicado pela Rockstar, com desenvolvimento pela Team Bondi, empresa com experiência no tema já que ela desenvolveu, para o PS2, o The Getaway, jogo de gangsteres que vendeu aproximadamente 3 milhões de cópias.

4. Resident Evil 5

  

Resident Evil 5 é a seqüência da renomada franquia que criou o gênero "horror survival" (ação com elementos de terror). O título segue uma mecânica bastante semelhante ao seu antecessor, com um sistema de movimentação e mira que favorece o combate. Os inimigos, conseqüentemente, vão ser mais rápidos, espertos e numerosos.
 
  
 
A trama desta vez se passa na Somália, em um vilarejo situado em um deserto. O protagonista, Chris Redfield (o mesmo do primeiro jogo da série), é membro de uma organização e investiga lá estranhos acontecimentos ocorridos dez anos após os eventos em Racoon City — narrados pelos três primeiros Resident Evil.
 
A principal novidade implementada em Resident Evil 5 é a forma como Chris reage aos ambientes. Ao se expor muito tempo ao Sol, por exemplo, você passa a ter alucinações e, ao passar abruptamente de um ambiente cuja iluminação é muito clara para um local escuro (ou vice-versa), a visão é prejudicada por alguns momentos.
 

5. Call of Duty: Black Ops

 

O novo Call of Duty está sendo desenvolvido pela Treyarch, a mesma responsável por World at War. Desta vez, o jogador viverá vários momentos da Guerra Fria, passando por países como Vietnam, Cuba e Rússia. A promessa é uma campanha intensa e encharcada pela brutalidade da guerra.

  Quem já conhece a franquia provavelmente notará várias semelhanças, principalmente em relação a Modern Warfare. Assim como no game que retrata conflitos modernos, Black Ops trará missões em que o jogador deve controlar a câmera de uma aeronave e dar ordens aos soldados que lutam no campo de batalha. Além disso, o título contará com várias armas novas, incluindo até mesmo um poderoso arco e flecha.

Black Ops conta também com um modo multiplayer cooperativo para até quatro pessoas. Desta vez, contudo, não se trata de simples missões isoladas da campanha. Em vez disso, os parceiros participarão da campanha integral do título.

6. Duke Nukem Forever

Duke Nukem Forever

A série de tiro em primeira pessoa Duke Nukem sempre cativou os jogadores por seu enredo politicamente incorreto. O jogo foi um dos primeiros da história do videogame a contar com a aparição de prostitutas e o uso descarado de drogas — quem não lembra das dançarinas de Duke Nukem 3D e dos esteróides que o herói utilizava para recuperar energia? A série sempre foi famosa por sua violência barata e diálogos de baixo calão, e agora Duke Nukem Forever promete eternizar a série após mais de dez anos de seu anúncio inicial.

                  
 
 

Depois de um anúncio formal, ocorrido em 1997, detalhes sobre o título foram revelados nas E3 de 1998 e 2001. Na última, um vídeo de Duke lutando contra aliens em inúmeras localidades e com diversas armas foi veículado, porém em 2003 o video saiu do ar, sob alegação de que não representava mais os objetivos do projeto.

Em 19 de dezembro de 2007, mais um vídeo foi veiculado. Entretanto, dessa vez não existem cenas da jogabilidade, é um tipo de teaser, um trailer promocional com o fim de “atiçar” os fãs. Neste ano a 3D Realms anunciou o lançamento do título para o final de 2012.
 
 
 
 

7. Red Dead Redemption

 

Red Dead Redemption é muito diferente do primeiro game (Red Dead Revolver) em uma série de quesitos. É claro, o faroeste continua mais forte do que nunca, mas a Rockstar inova bravamente no que diz respeito ao mundo aberto do jogo. O cenário é simplesmente impressionante.





Desta vez, o personagem principal é John Marston (e não Red Harlow, de Revolver), um fora-da-lei que sossegou e não causa mais problemas à sociedade. Só que "alguns assuntos" do passado vêm à tona e forçam Marston a abandonar sua família e sua casa. O resultado? Uma vida selvagem com muitas corridas a cavalo, pancadarias em trens e caçadas.

De forma contrária ao antecessor de Redemption, somente um personagem — Marston — é controlado. Ainda assim, o modo Deadeye ainda consta no novo jogo, fazendo com que o protagonista se mova mais lentamente para uma maior precisão dos disparos. Gradativamente, o jogador consegue explorar cada vez mais esse modo até chegar a um ponto em que vários inimigos sucumbam à velocidade do personagem.





O cavalo do jogador é essencial em certas situações. Além de combater em cima da montaria e utilizar o sistema Deadeye enquanto montado, o gamer tem a chance de passear com o equino pelos cenários liberados e enfrentar inimigos montados de maneira emocionante. Mérito para a tecnologia Euphoria, que garante uma boa variedade de animações de morte dos oponentes.

Como um todo, Redemption se assemelha bastante a certos games da série GTA. Há, sim, autoridades locais, pessoas de todos os tipos e muitos ambientes a serem explorados, principalmente dentro das cidades maiores. Minigames também tomam um pouco do tempo do jogador durante a estadia de Marston nas comunidades. Bem, quem nunca quis brincar de bater rapidamente com uma faca afiada por entre os cinco dedos da mão?

8. Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 2

  

Naruto: Ultimate Ninja Storm trouxe o estilo da série Ultimate Ninja para a atual geração. Agora, é hora de Ultimate Ninja Storm 2 levar a pancadaria clássica do “Ninja da Aldeia da Folha” também para o Xbox 360, ocupando-se ainda de estrear na atual geração o arco de histórias Shippuden — fase adolescente de Naruto e Cia. —, para qual a CyberConnect2 desenvolveu uma narrativa entremeada de efeitos dramáticos.




Com Ultimate Ninja Storm 2, a desenvolvedora CyberConnect2 manteve estilo semelhante ao do seu antecessor. Há a combinação entre os visuais apurados dos animes com porções bojudas de história e batalhas frenéticas. Os gráficos também mantém seu estilo clássico, com efeitos cel-shaded (o popular efeito cartum) e ambientes tridimensionais. Complementando o estilo cartunesco, os planos de fundo do jogo trazem belos traços feitos à mão.

Sob seu controle, um dos 40 personagens da série. Entretanto, assim como ocorria no primeiro título, você iniciará escolhendo três personagens, que podem ser trocados livremente durante as batalhas. O sistema de combate clássico também atravessou diversas melhorias. A desenvolvedora também resolveu dar maior atenção ao feedback proporcionado pelos fãs do primeiro jogo.

   

Entre os pedidos dos fãs, aparecia uma quantidade ainda maior das pitorescas batalhas contra chefes do primeiro jogo. Desejo atendido, e o melhor exemplo é a luta contra Kakashi. Embora a primeira parte do embate se dê de forma bastante previsível, após o sensei perder uma quantidade considerável de energia, uma cena de corte traz cenas de animação, e aparecem os já tradicionais mini games — nesse caso, aperte desesperadamente os botões para carregar o máximo possível uma explosão de energia. O mesmo padrão se repete em outros chefes.

9. Castlevania: Lords of Shadow

Castlevania: Lords of Shadow 

O fim chegou. Uma força maléfica e misteriosa chamada Lords of Shadow — os Senhores das Sombras — ameaça a aliança entre o Céu e a Terra. Portanto, a escuridão domina. Enquanto as almas dos mortos vagam pela terra devastada, criaturas abomináveis trazem o caos. E, como de praxe, cabe ao jogador impedir que o Mal tome conta.
 
       

O personagem principal do jogo é Gabriel, um membro da Brotherhood of Light (Irmandade da Luz). O grupo de cavaleiros sagrados tenta, a todo o custo, proteger o mundo dos males diversificados. Gabriel, entretanto, conta com um motivo particular para enfrentar os monstros: sua mulher foi assassinada pelos terrores da escuridão, sendo que a alma dela ficará presa por toda a eternidade. Meio viva, meio morta, ela leva Gabriel a abraçar o destino e, possivelmente, salvar o mundo.  
Para isso, o protagonista deve viajar constantemente, contemplando a destruição e eliminando os inimigos. A ideia é utilizar os poderes dos adversários para tentar equilibrar a balança entre Bem e Mal. A fantástica arma Combat Cross — literalmente, uma cruz de combate — será empregada frequentemente para que os três principais grupos dos Lords of Shadow sejam derrotados.

Em Lords of Shadow, o foco dos desenvolvedores é entreter os fãs da franquia da Konami com a mais pura ação através de visuais de alta definição. O game conta com gráficos de boa qualidade, exibidos através de uma jogabilidade embasada em uma "mistura" entre God of War e Devil May Cry. O elenco de vozes é excelente, pois conta com Robert Carlyle, Patrick Stewart, Ian McKellen, Natasha McElhone, Jason Isaacs e outros grandes atores.
 
10. Marvel vs. Capcom 3: Fate of Two Worlds
 
 Marvel vs. Capcom 3: Fate of Two Worlds
 
Marvel vs. Capcom 3: Fate of Two Worlds marca o retorno do aclamado “crossover” Marvel vs. Capcom 2 — sequência que vinha sendo pedida há mais de dez anos pelos fãs da série. Mas não, aparentemente a softhouse não vai simplesmente remaquiar MvsC 2. Até por que, a justificativa para a demora no desenvolvimento dos personagens é colocada na reinvenção da série: trata-se, em teoria, de um jogo inteiramente novo.

          

Marvel vs. Capcom 3 deve contar com aproximadamente 30 personagens divididos igualmente entre os universos Capcom e Marvel. O detalhamento gráfico e as reações físicas ficaram a cargo da MT Framework, mesma “engine” que rege as coisas em Lost Planet 2 e Resident Evil 5. Já o visual, traz um autêntico estilo cartunesco.

O jogo ainda traz a volta dos “hyper combos”, e também de diversos modos online, seguindo um estilo bem parecido com o da versão relançada de Marvel vs. Capcom 2. Marvel vs Capcom 3: Fate of Two Worlds também apresenta uma trilha sonora totalmente reformulada — quer dizer, chega do pop irritante (embora um tanto nostálgico) de MvsC 2.

Mais tarde Top 10 para Xbox360

Um comentário:

  1. Me interessei pelo do de futebol e resident evil.
    *-*
    http://geiciblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Total de visualizações de página