Pesquisar este blog

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Combat Arms

Gráficos  5/10
Jogabilidade 8/10
Áudio  5 /10
Diversão 7/10
Total 25/40

O sucesso de Counter-Strike fez com que todos os outros títulos da mesma categoria (FPS jogado exclusivamente em rede ou online) seguissem a mesma linha de ação. A comparação com o renomado CS é sempre realizada quando o assunto é gastar dinheiro rapidamente com armas, escolher os melhores equipamentos e partir diretamente para os tiroteios.

Não há nenhuma história concreta envolvendo Combat Arms, pois a proposta do jogo é a mais direta possível: atirar, explodir e correr. Desta vez, não há terroristas e antiterroristas, mas sim grupos militares como Alpha e Bravo.

Esperava-se que o jogo apresentasse diferenciais brutais em comparação com os demais títulos online, mas isso só ocorreu em parte. Combat Arms é apenas mais um FPS online que tenta agrupar recursos de diversos outros games na aposta de cativar o jogador com uma ação rápida e envolvente.

Um FPS comum.

Um tanto fraco? Roger that!

A pobreza estrutural do jogo é facilmente perceptível, visto que logo no início há certos probleminhas. Para jogar, basta criar um rápido cadastro no site oficial da desenvolvedora (clique aqui para criar seu cadastro), ativar a conta através de um email recebido e ir para a pancadaria assim que o game estiver plenamente instalado.

A base online do jogo é dividida por servidores, sendo que em cada servidor há uma quantidade definida de canais. Dentro desses canais, há a possibilidade tanto de criar uma nova sala quanto entrar em uma já criada.

É então que certas dificuldades aparecem. Uma das piores características de Combat Arms é a falta de indicação de latência, tanto dentro da pancadaria quanto fora. No momento de escolher uma sala, não há como verificar se a conexão é favorável ao jogador ou não. Normalmente, títulos semelhantes indicam uma quantidade variável de milissegundos para indicar qual a demora entre a conexão do gamer e o uma determinada sala de jogo. Isso não existe em Combat Arms.

Suas vítimas são contabilizadas explicitamente.

Com isso, entrar em um jogo onde o famoso “lag” (grande atraso no tempo de resposta das ações do jogador) surge sem parar é algo muito freqüente. Não há muitos brasileiros jogando o game, o que significa que o povo nacional irá encontrar problemas desse tipo ainda por um bom tempo. Há vezes em que simplesmente a experiência torna-se impossível devido aos problemas de conexão.

Como de praxe, tiroteios diretos

Como relatado anteriormente, apenas alguns diferenciais separam Combat Arms dos demais jogos. Comprar armas, escolher equipamentos e anexar outros dispositivos às armas são alguns dos atrativos do game.

O jogador inicia com uma quantidade fixa de dinheiro para adquirir várias armas e equipamentos à sua escolha. Cada arma possui suas características, como mira, taxa de tiros seguidos e dano, por exemplo. Além disso, há até mesmo uma mochila com a qual há a possibilidade de armazenar mais de uma arma principal, o que é muito interessante em certos combates.

Muitas armas e itens.

Há uma boa diversificação nos itens de Combat Arms. O mais intrigante é que o jogador necessita desenvolver bastante suas habilidades em combate para adquirir experiência, subir de nível e ganhar dinheiro. Isso é essencial para ter acesso à vasta quantidade de equipamentos militares do jogo.

Após escolher armas, vestes militares e demais acessórios, o jogador pode partir diretamente para o combate. Combat Arms é um game bastante leve, o que facilita a entrada rápida nos tiroteios.

Um mix de recursos

Como todo bom FPS online, Combat Arms agrupa quesitos técnicos de milhares de outros jogos e tenta fazer a melhor mistura possível entre esses aspectos. Troca rápida de armas, carregamento de balas feito sem nenhuma enrolação, tiros realizados com precisão e movimentos desempenhados com facilidade são ações que caracterizam bem o estilo do jogo.

Plante a bomba... e seja feliz!

Certas ações (como correr mais rápido durante um curto período de tempo) e outros aspectos como a exibição tanto da vida quanto da armadura do personagem formam um conjunto interessante. No entanto, há a falta de alguns quesitos considerados fundamentais por muitos, como atirar inclinando-se para um lado sem exibir totalmente o corpo.

Os modos de jogo também constituem um bom exemplo de reaproveitamento de itens encontrados em outros jogos famosos. Alguns tipos são os modos Elimination (matança por times), Search and Destroy (tradicional “arma e desarma bomba”) e One Man Army (matança individual).

Características técnicas deploráveis

Mesmo com visuais bonitos (em comparação com Counter-Strike), os gráficos de Combat Arms são insuficientes para se afirmar que o título é um autêntico “game de última geração”. Armas atravessando paredes, itens explosivos limitados e certas animações pobres fazem com que o visual do jogo seja apenas aprazível.

Uma estranha decepção.

Os sons perfazem talvez um dos piores recursos de Combat Arms. É realmente muito estranho ouvir barulhos de borracha enquanto um soldado caminha na neve. Mais um item com o qual a Nexon não teve tanto empenho em desenvolver complexamente.

Com isso, Combat Arms é uma experiência interessante apenas para aqueles que estão entediados com demais títulos do gênero e preferem jogar gratuitamente de maneira dinâmica e direta, sem nenhuma preocupação com gráficos ou recursos sonoros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página