Pesquisar este blog

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

sábado, 20 de novembro de 2010

Darkspore

                                       A arena está aberta. Que vença o mais poderoso!

Pegue a jogabilidade consagrada de Diablo, adicione gráficos estilizados e o complexo sistema de personalizações e criações trazido por Spore — incluindo a modelagem completa de criaturas, com formatos, aparatos de ataque e habilidades. O resultado é Darkspore, o mais novo projeto da Maxis, que chegará às lojas em fevereiro de 2011.
No game, você assume o controle de um esquadrão de três criaturas, podendo controlar uma de cada vez (sendo a troca entre elas irrestrita). Em nossas prévias anteriores, já detalhamos parte do funcionamento da campanha principal.
Também comentamos um pouco a respeito do sistema de espécies de criaturas (Genesis types), que evocam as suas habilidades naturais. As do tipo Necro, por exemplo, manipulam poderes sombrios, enquanto as pertencentes ao tipo Plasma controlam a fúria do fogo. Há ainda outros três tipos, sendo eles: Bio, Cyber e Quantum. Isso é importante aqui, afinal, assim como nos jogos de Pokémon, cada grupo é vulnerável ou forte contra o outro.






Além das afinidades naturais, existe a divisão entre as três classes principais. Os Sentinels são equivalentes a guerreiros, atacando em curtas distâncias. Os Ravagers são sorrateiros, tendo alta velocidade. Por fim, a classe Tempest envolve a utilização de magias e habilidades de suporte (imprescindíveis para o sucesso de seu time).
O online
Sabendo do básico, chegamos então à modalidade online, mais especificamente ao que tange os duelos entre jogadores (PvP). Darkspore permite combates diretos entre seus participantes, no entanto, as criaturas são colocadas em uma espécie de arena, isolada do restante dos cenários.
Nela, times de até quatro participantes brigam por um tempo limitado, em vista da intenção da desenvolvedora, de encurtar os duelos para não tornar o processo tedioso para a maioria. Um ponto interessante é que tudo o que o jogador conquista durante os outros modos de partida (incluindo o single player) é carregado para o PvP.
sso significa que o seu nível, habilidades destravadas, armaduras e outros itens coletados desempenharão um importantíssimo papel na batalha, auxiliando imensamente a sua estratégia. As habilidades e o cansaço
Assim como em outros MMOs, as habilidades vistas em Darkspore exigem tempos de recuperação, o que evita o abuso de um poder qualquer e passa a exigir muita estratégia dos jogadores, que manipulam individualmente suas criaturas.
A troca entre os personagens também tem um papel importantíssimo aqui, uma vez que ela serve como última salvação para um boneco que esteja morrendo, congelando temporariamente o oponente e absorvendo qualquer tipo de dano. Em geral, o ritmo é um pouco mais cadenciado do que o visto em jogos similares, o que é bom para os novatos no gênero.




Um novo perigo
Além da necessidade de controlar o tipo físico das criaturas, o estilo de ataque e as próprias habilidades dos personagens, os jogadores terão que se ocupar também com os fenômenos naturais dos cenários, que surgem e devastam qualquer um que estiver pelo caminho — o que é válido também para a campanha single player.
Como exemplo, podemos citar os rios de lava que emergem de pontos remotos do cenário, mas que passam ao seu lado. Considerando que o adversário pode ter em seu arsenal um ataque que congela o seu personagem, a melhor alternativa é ficar bem longe em situações de risco.




Darkspore promete boas horas de diversão para todos, combinando elementos de muitos jogos em um divertido pacote. Conforme observado acima, o jogo será lançado em fevereiro de 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página